Arquiteta fala sobre o uso de imagens 360° e Realidade Virtual em projetos de arquitetura

Conversei com a arquiteta Larissa Reis, que vem utilizando imagens 360° e Realidade Virtual em projetos de arquitetura. Ela passou a adotar essas ferramentas como forma de apresentação dos projetos e me contou detalhes de como está sendo essa experiência para ela e para os seus clientes.


Um projeto arquitetônico ou de interiores pode estar totalmente visível na mente do arquiteto. Mas, para os clientes, essa visão não é tão clara assim. Pessoas leigas tem dificuldade em compreender uma planta ou ter uma visão mais ampla do projeto através de imagens estáticas. De fato, é difícil tangibilizar um projeto de arquitetura e a Realidade Virtual surge como uma ótima alternativa para proporcionar isso.

A experiência em utilizar imagens 360°

A Larissa comentou que o uso das imagens em 360 graus permite ver cada detalhe do projeto. Fica muito mais fácil visualizar a aplicação dos materiais e a composição dos ambientes. Inclusive como profissional, fica mais simples visualizar dessa forma.

“Até pra mim, como profissional, fica mais fácil ver todos os detalhes dos projetos que estou criando. Estou viciada em criar imagens 360 graus, colocar no MeuPasseioVirtual e poder sentir melhor o espaço nos óculos de realidade virtual.”

A experiência em utilizar Realidade Virtual

A Larissa também utiliza os óculos de realidade virtual na apresentações para clientes. Segundo ela, a imersão nas imagens 360° permite que os clientes compreendam melhor as proporções e os espaços dos ambientes. Esse entendimento não é completo quando usadas apenas imagens/vistas planas.

O uso dos óculos de realidade virtual em projetos de arquitetura permite que os clientes tenham um melhor senso de localização e direção. Eles conseguem facilmente entrar e sair de cada ambiente, como se estivessem caminhando por dentro do projeto.

“Ao final, os clientes compreendem melhor a nossa proposta. Eles se sentem mais seguros com o que estão contratando e o processo de fechamento fica mais fácil. Eles confiam mais no nosso trabalho e acreditam que é possível transformar o seus espaços de acordo com o projeto apresentado.”

Plataforma de Realidade Virtual para Arquitetos, Designers de Interiores e empresas de Móveis Planejados

Por que usar imagens 360° e Realidade Virtual?

A Larissa é uma profissional que está antenada nas novidades do mercado. Ele participa de feiras e eventos de arquitetura, palestras de empreendedorismo e é muito ativa nas redes sociais. Ela explica aos seus seguidores como está usando as imagens 360° e a Realidade Virtual em projetos de arquitetura.

“Eu acredito que seja um grande diferencial para o escritório utilizar novas tecnologias. Com as imagens 360° e a Realidade Virtual eu consigo ter melhores argumentos para mostrar aos clientes as propostas para os projetos. Se a gente não atualizar sempre, vamos ficando para trás.”

Feedback dos clientes

Segundo a Larissa, seus clientes comentam que conseguem entender melhor o projeto. Eles compreendem a proporção dos espaços, o tamanho dos objetos, a distância entre o móveis e os detalhes de decoração.

“Eles conseguem ter uma ideia contínua do projeto e não apenas imagens soltas. Eu crio um Tour Virtual 360° e apresento nos óculos de realidade virtual, assim eles conseguem ver o vínculo entre cada um dos ambientes.”

Como usar a Realidade Virtual na apresentação de projetos de arquitetura

Auxílio na captação de clientes

Durante a nossa conversa, a Larissa comentou sobre um ponto muito interessante. Ela disse que percebe o uso das imagens 360° como uma ótima alternativa para atrair potenciais clientes. As pessoas possuem maior interesse em postagens com conteúdos em 360 graus, do que com imagens estáticas.

“É uma alternativa muito boa para Marketing, para captar o cliente. Quando divulgamos as imagens no Facebook, por exemplo, as pessoas adoram! Elas podem interagir com a imagem. Elas conseguem sentir melhor o projeto dessa forma. É mais interessante o uso das imagens 360° do que imagens estáticas.”

Diferencial competitivo

Segundo a Larissa, o que realmente importa para o cliente é ver a execução do projeto, independente da apresentação. Entretanto, as imagens 360° e a Realidade Virtual em projetos de arquitetura trazem um diferencial: os clientes conseguem compreender melhor o projeto. Isso transmite uma maior segurança na contratação do profissional.

“A tecnologia faz uma grande diferença, principalmente em projetos que envolvem valores mais altos. É uma maior segurança para o cliente, pois ele vê com exatidão como será o resultado.”

“Eu percebo que as pessoas me buscam porque vêem que estou atualizada, que corro atrás, que busco novidades e procuro oferecer sempre o melhor. E esse tipo de conteúdo me ajuda a mostrar meu trabalho e as pessoas conseguem ter uma percepção de qualidade e valor agregado.”

Realidade Virtual em imagens/renders 360 graus para Arquitetura, Design de Interiores e empresas de Móveis Planejados

Atendimento de clientes à distância

A Larissa comentou que faz atendimentos remotos e que ainda utiliza slides com imagens planas, layouts, plantas e referências. Entretanto, apresentar os ambientes com imagens 360° facilita muito a comunicação com os clientes. Se torna mais simples explicar a proposta do projeto.

“Para projetos à distância, facilita a apresentação. Eu uso a chamada de vídeo do Skype, compartilho a minha tela e abro o projeto no MeuPasseioVirtual. E então, vou navegando pelas imagens 360° dos ambientes. O cliente consegue ter noção dos espaços e visualiza a conexão entre os ambientes, melhor do que as imagens estáticas. Mesmo estando à distância, ele compreende mais o projeto.”

Aprovação do projeto

No formato de trabalho da Larissa, os projetos são modelados com um grande detalhamento. A partir dele, as imagens 360° são geradas em alta qualidade. Tudo isso facilita o entendimento dos clientes e permite um processo de fechamento rápido. Grande parte do seu trabalho está em fazer brilhar os olhos do cliente.

“Eu faço um detalhamento maior na modelagem para a gerar as imagens 360°. Consequentemente, os clientes entendem melhor a proposta do projeto e acabam fechando mais rápido. Mas, é necessário que tudo esteja muito bem organizado dentro do projeto para conseguir convencer os clientes.”

Na visão da Larissa, o uso das imagens 360° e da Realidade Virtual em projetos de arquitetura ajudam no fechamento, mas também podem fazer você perder o cliente. É muito importante que a organização na modelagem e a qualidade na renderização não sejam negligenciados.

“As imagens 360° e a Realidade Virtual ajudam a fechar. Mas, se você fizer uma imagem 360° ruim, corre o risco do cliente não gostar e desistir. Não adianta fazer um 3D meia-boca! É preciso deixar tudo organizado, nos mínimos detalhes.”

Como usar a Realidade Virtual na apresentação de projetos de arquitetura

Tempo de renderização das imagens 360°

Um dos fatores que influencia no tempo de renderização é o computador. Máquinas com bom processador e placa de vídeo apresentam melhor desempenho na renderização. Se você já tem um computador onde faz as renderizações de imagens planas, conseguirá renderizar também as imagens em 360 graus.

“Quanto ao tempo de renderização, não tem muita diferença. Fazer 2 (duas) imagens planas equivale ao tempo de fazer 1 (uma) imagem 360°. No final, vale mais a pena renderizar em 360 graus, pois o cliente já vê todo o ambiente em uma única imagem, se torna mais fácil.”

Alterações e adaptações no processo

Cada escritório e/ou cada profissional acaba criando e executando seus próprios processos. Por mais que existam particularidades, a renderização das imagens planas ocorre em algum momento. A renderização das imagens em 360° pode ser encaixada nesse mesmo ponto do processo, sem precisar alterar o “roteiro”. Foi o que a Larissa fez.

“Para mim, não teve diferenças em ordem de planejamento. Faço uma entrevista e monto um briefing com o cliente. Depois, vou ao espaço para um levantamento de medidas e fotos. Em seguida, apresento referências (de acordo com o briefing) e algumas opções de layout. Com o layout validado, inicio o detalhamento e especificação dos acabamentos, que é onde entra a geração das imagens.”

Segundo a Larissa, a renderização das imagens ocorre na fase de anteprojeto. Mesmo inserindo as imagens 360° no processo, ela não abandonou o uso das imagens planas. As imagens convencionais são utilizadas para postagens em redes sociais que ainda não dão suporte ao 360°, como é o caso do Instagram.

Transforme seu smartphone em uma ferramenta de Realidade Virtual (VR)

Foi muito bom o papo com a Larissa. Quem sabe na próxima gravamos um vídeo ou fazemos um Hangout! Deixo aqui os seus contatos profissionais, vale a pena conferir o trabalho que a Larissa vem realizando.

Arquiteta Larissa Reis
Site: www.arquitetalarissareis.com
Instagram: @santaliliarq
Youtube: Arquiteta Larissa Reis

Espero que esse depoimento lhe inspire a inovar e buscar por alternativas e tecnologias que possam ser usadas a favor do seu negócio!

Abraços!


Maicon Klug
contato@imersiovr.com

Sócio-fundador da Imersio
Idealizador do projeto MeuPasseioVirtual
Empreendedor
Investidor (Startups e Mercado Imobiliário)
—–

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.