Conheça alguns setores que já utilizam Realidade Virtual

Na década de 80 a Apple mudou o mercado quando inventou o primeiro computador pessoal.

Entretanto, antes de iniciar a produção, a ideia foi apresentada à um dos diretores da HP.

Na ocasião ele disse: “Por que uma pessoa comum vai querer ter um computador em casa?”.

Jobs e Wosniak acreditaram na ideia e seguiram em frente. A história nos mostra o quanto aquele diretor estava errado.

Outras tecnologias que usamos hoje também foram questionadas da mesma forma.

A Realidade Virtual é uma dessas que entrou para o clube das desacreditadas.

Quando a Realidade Virtual chegou, alguns “especialistas” afirmaram que seria apenas uma tecnologia da moda.

Suas previsões indicavam que ela faria algum barulho por um tempo, mas logo não seria mais utilizada.

Porém, essa não foi a resposta do mercado. Vou lhe mostrar alguns dados que mostram o sucesso da Realidade Virtual.

O mercado de Realidade Virtual

É comum encontrar ações utilizando Realidade Virtual, principalmente em shoppings, feiras e eventos.

Entretanto, o potencial de uso da Realidade Virtual está além do entretenimento.

Há outros cases de sucesso de empresas que estão utilizando a Realidade Virtual de alguma forma.

Consigo falar com propriedade em relação a 3 (três) desses mercados: Imobiliário, Arquitetura e Móveis Planejados.

Empresas e profissionais desses setores buscam por conhecimento e por soluções em Realidade Virtual.

O principal interesse está em incorporar a tecnologia nos processos de apresentação e venda de imóveis, projetos e planejados.

E como eu sei disso?

Eu tenho uma empresa que desenvolve um software de Realidade Virtual.

É uma plataforma online que facilita a criação e o compartilhamento de Tour Virtuais 360.

Fomos de ZERO usuários cadastrados para mais de 20mil de forma orgânica, sem uso de publicidade paga.

Através da plataforma online conseguimos identificar um pouco do comportamento desse mercado de Realidade Virtual.

Empresas e profissionais de diferentes setores se cadastram e utilizam a plataforma. 80% desses usuários são dos seguintes segmentos:

  • Mercado Imobiliário (construtoras, imobiliárias e corretores de imóveis);
  • Arquitetura (escritórios de engenharia e arquitetura, arquitetos e designers de interiores autônomos, estúdios 3D e afins);
  • Móveis Planejados (grandes redes, lojas regionais, lojas locais e marcenarias).

Nos últimos 12 (doze) meses, tivemos uma média mensal de 7.000 acessos únicos em nossa landing page.

Como não pagamos por publicidade, todas essas empresas e profissionais nos encontraram pesquisando no Google.

Se considerarmos as estatísticas, esse número de acessos é apenas uma pequena fração do total de pesquisas realizadas na internet.

Isso mostra o quanto esses mercados estão buscando por informações e soluções em Realidade Virtual.

Motivos para usar Realidade Virtual

Parte do meu trabalho na empresa é entrevistar os clientes e entender suas necessidades.

É identificar melhorias na plataforma e saber como os clientes estão fazendo uso da tecnologia.

Também já pude acompanhar apresentações, feiras, eventos e ver as interações dos nossos clientes com os seus clientes.

Identifiquei que cada setor possui motivações particulares. Entretanto, há desejos comuns entre eles:

  • proporcionar novas experiências aos clientes,
  • atrair maior atenção dos clientes,
  • reduzir custos,
  • disponibilizar facilidades e
  • ser referência em inovação.

Realidade Virtual no Mercado Imobiliário

Ainda é um setor com baixa cultura em inovação. Mas, tem buscado se reinventar. Aos poucos, novas tecnologias estão sendo implementadas.

São novos métodos construtivos, informatização e monitoramento do canteiro de obras e até a criação de diferentes modelos comerciais.

A Realidade Virtual tem sido utilizada para reduzir custos com imóveis decorados físicos.

Os ambientes virtuais permitem apresentar várias decorações para um mesmo apartamento ou diferentes layouts de plantas.

A imersão virtual exibe os imóveis de uma forma não convencional. As apresentações se tornam interativas e muito mais interessantes.

O uso da Realidade Virtual desperta e potencializa o interesse do cliente no produto ofertado.

Além da experiência no stand de vendas, conteúdos em 360 graus são utilizados também nas experiências online.

Os hábitos de consumo mudaram e a atenção das pessoas está no celular.

Tours Virtuais 360 permitem que os clientes caminhem pelos imóveis sem precisar se deslocar até eles em um primeiro momento.

Segundo pesquisa contratada pela Google:

  • 41% das pesquisas de locais com Tours Virtuais 360 dão origem a uma visita presencial.
  • Estabelecimentos com fotos e um Tour Virtual 360 tem o dobro da probabilidade de gerar interesse.

Além dos lançamentos, imobiliárias podem digitalizar imóveis usados e criar Tours Virtuais no estilo Google Street View.

Veja este Tour Virtual 360 de um imóvel usado. Ele permite conhecer todo o imóvel por dentro de forma remota, sem a necessidade de visita presencial.

O Tour Virtual 360 é um tipo de conteúdo imersivo versátil.

Além de atrair a atenção de quem está buscando na internet, também pode ser utilizado em stand de vendas, feiras e eventos.

A experiência imersiva ocorre quando utilizado em conjunto com os óculos de Realidade Virtual.

Os Tours Virtuais 360 e a Realidade Virtual permitem mostrar vários imóveis em um curto espaço de tempo.

Isto otimiza o tempo dos corretores e dos clientes, além de eliminar as visitas desnecessárias.

Os clientes se deslocam apenas para ver os imóveis que realmente tiveram interesse.

Os “imóveis virtuais” geram mobilidade.

Eles podem ser levados para a casa ou escritório do cliente, quiosques de shopping, feiras ou plantões de vendas da construtora/imobiliária.

O cliente não precisa ir pessoalmente ao imóvel ou local da obra, a não ser que ele realmente faça questão.

Realidade Virtual na Arquitetura

Grandes construções demandam o envolvimento e interação de diferentes equipes e profissionais.

Nestes casos, a Realidade Virtual é utilizada na apresentação dos projetos BIM. Essa é uma aplicação da tecnologia em uma área técnica.

Ela permite que todos os profissionais envolvidos consigam visualizar o projeto em primeira pessoa, como se estivem dentro da obra.

Essa é uma solução de Realidade Virtual complexa e demanda o uso de softwares e equipamentos robustos.

Geralmente, esse tipo de solução é utilizada por empresas que realizam grandes obras.

A apresentação é restrita aos envolvidos no desenvolvimento e execução da obra.

Há também empresas e profissionais de arquitetura que utilizam a Realidade Virtual na apresentação de projetos de interiores e decoração.

Esta é a vertical de arquitetura onde há um contato maior com “pessoas comuns”, clientes que não são da área técnica.

Em projetos de interiores as apresentações são mais visuais e voltadas à encantar os clientes finais.

As motivações estão em facilitar a apresentação, permitir que o cliente entenda o projeto e reduzir o tempo de aprovacão do projeto.

Nossos clientes da área de arquitetura nos dizem que, com a apresentação dos projetos com Realidade Virtual, é possível reduzir em 80% o número de alterações nos projetos.

Realidade Virtual para Móveis Planejados

É comum arquitetos e designers de interiores atuarem em conjunto com marcenarias e lojas de móveis planejados.

As indústrias e as grandes redes de móveis também possuem profissionais de arquitetura e design em suas equipes, tanto no desenvolvimento de produtos quanto projetos.

Neste mercado a Realidade Virtual é utilizada como uma ferramenta de venda, validação e aprovação dos projetos.

Ela é vista como um diferencial competitivo, seu uso é importante para se destacar da concorrência e fugir da briga pelo preço.

Nossos clientes dizem que o uso de tecnologia é um fator importante para o fechamento de novos projetos.

Profissionais autônomos e pequenas empresas afirmam que inovar é a melhor maneira de se diferenciar das grandes redes e lojas.

Softwares de modelagem 3D (como o 3DS Max, Revit, Lumion, Sketchup e o Promob) permitem a renderização dos ambientes em 360.

Após gerar os conteúdos imersivos, é possível utilizar aplicativos para apresentar os projetos de forma imersiva, utilizando Óculos VR.

Finalizando…

Em termos de tecnologia, a Realidade Virtual ainda não atingiu a sua “fase iPhone”.

Se compararmos a Realidade Virtual com celulares, ainda estamos na era do “StarTAC”.

Entretanto, a atual tecnologia já permite construir soluções fora da curva! Veja exemplos reais de empresas que usam Realidade Virtual no mercado.

Vou ficando por aqui! Se tiver alguma sugestão de pauta ou assunto específico, sinta-se a vontade em me enviar!

Abraços!

Maicon Klug
contato@imersiovr.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.