Quanto custa investir em Realidade Virtual (VR) - Parte 1/2

Quanto custa investir em Realidade Virtual (VR)? Parte 1/2

Investir em Realidade Virtual tem se tornado cada vez mais fácil. Sim, ela é uma tecnologia acessível. Existem softwares, aplicativos e plataformas prontas no mercado. Modelos de óculos de alta qualidade são encontrados a preços muito baixos. Com as soluções corretas, o retorno sobre o investimento (ROI) pode ser obtido de forma rápida. 


Investir em Realidade Virtual

Digamos que você vai sair para viajar (de um ponto A para um ponto B). Você pode alugar um Gol, uma BMW ou ainda comprar uma passagem e ir de avião. Todos as opções vão lhe entregar o objetivo desejado: viajar de um ponto A para um ponto B.

Agora, se durante o percurso você quer ter acesso a um maior conforto, ter uma central multimídia, ar-condicionado, maior potência no motor (e outros acessórios), a BMW vai lhe entregar esse itens. Entretanto, você pagará mais por esse benefícios adicionais.

Se você deseja fazer o trajeto de forma mais rápida, sem se preocupar com trânsito e com a possibilidade de ler um livro durante a viagem, poderá optar por ir de avião. E, nesse caso, pagará ainda mais caro por esses outros benefícios.

Quanto custa investir em Realidade Virtual (VR) - Parte 2/2?

Tipos de soluções

Com essa analogia eu quero ilustrar como pode ser o investimento na Realidade Virtual. Se o objetivo for apenas transmitir uma sensação de imersão (objetivo principal), isso é possível com qualquer uma das soluções e você poderá optar pela solução “Gol”.

Se você quer uma solução que utilize modelos de óculos mais confortáveis e que permitam maior interação com o ambiente virtual, terá que investir um pouco mais. Neste caso, uma boa opção seria a solução no estilo “BMW”.

Também há a possibilidade de você ampliar ainda mais a experiência. Você pode permitir que o cliente faça várias interações com o ambiente virtual (como mudar as cores, a decoração, selecionar objetos ou algum outro tipo de ação). Soluções deste nível terão um investimento no padrão “Avião”.

IMPORTANTE: dependendo do seu setor de atuação, é possível obter ótimas experiências de imersão utilizando soluções que não demandam de alto investimento. É importante destacar que a qualidade da imersão não está diretamente ligada ao valor investido.

Valores

No total, o valor final será composto por uma série de itens. Alguns deles são investidos uma única vez e outros podem necessitar de um investimento mensal. Tudo dependerá de como você construirá a sua solução. E, quando falo em solução, me refiro a combinação dos 3 (três) Pilares da Realidade Virtual: conteúdo imersivo, aplicativo de realidade virtual e óculos de imersão.

Óculos e computadores

Se você tem a intenção de utilizar modelos de óculos como o Oculus Rift ou o HTC Vive, se prepare para reservar um bom orçamento. As versões mais básicas desses óculos estão em torno de R$3.000,00 a R$3.500,00. Se você adicionar opcionais como sensores e controles, esse valor chega fácil na casa dos R$5.000,00.

Esses modelos precisam ser conectados a um computador de alto desempenho, que parte de R$3.000,00. E esse, ainda é um computador com configurações básicas. Dependendo do software que você for utilizar, precisará de uma máquina melhor, que custará ainda mais. Veja esse site com notebooks e computadores de alto desempenho para que você tenha uma referência dos preços.

Depois dos óculos e do computador, você precisará de um software. Com excessão dos jogos, os softwares para esses modelos de óculos costumam ser customizados. Ou seja, você precisará contratar uma empresa especialista em Realidade Virtual para criar um software que atenderá as suas necessidades. OBS.: Ainda há poucos softwares de mercado preparados para trabalhar em conjunto com esses modelos de óculos.

O projeto de desenvolvimento de um software VR pode facilmente demandar centenas de horas. Se considerarmos o valor/hora de R$150,00 (normal entre empresas de desenvolvimento de software), é só fazer a conta para chegar ao valor final.

Fechando a entrega da solução, você precisará criar conteúdos imersivos compatíveis com o software. Se a criação for interna, você precisará contabilizar o salário, benefícios e encargos do seu profissional ou equipe. Se a criação for externa, precisará somar os valores de contratação do seu fornecedor.

Geralmente, esse é o tipo de solução que demanda maior investimento. Os equipamentos são caros, o desenvolvimento e manutenção do software são onerosos e a criação do conteúdo imersivo também pode custar um valor considerável (dependendo do tipo de conteúdo).

Óculos e smartphones/celulares

Samsung Gear VR

Esse é um modelo de óculos que funciona conectado a um smartphone, também da Samsung. Ele suporta alguns modelos específicos de celulares: atualmente toda a “Família Galaxy S” e a “Família Galaxy Note”. Entretanto, há uma tendência da Samsung compatibilizar o Gear VR com outras linhas e modelos.

oculos-realidade-virtual-gearvr-novo

Eu me arrisco a dizer que esse modelo de óculos transmite uma qualidade de imersão superior ao Rift e o Vive. Como os smartphones que se conectam nele possuem telas com grande resolução e densidade de pixels, é possível obter maior nitidez na visualização do conteúdo imersivo.

Optando por equipamentos novos, você terá que investir pouco mais de R$3.500,00 na compra de um smartphone lançamento da Samsung. Nessa compra você receberá os óculos de brinde. Se preferir algum modelo anterior ao lançamento ou um equipamento semi-novo, encontrará smartphones partir de R$1.500,00 e óculos em torno de R$400,00.

Cardboard

Não são somente os óculos de papelão! Há outros modelos que seguem o padrão Cardboard. Dentre esse vários modelos de óculos, há alguns de ótima qualidade, com bonito design e o principal: ótima experiência de imersão. Esses modelos melhores podem ser encontrados no mercado a valores que ficam em torno de R$200,00. Como esse modelo na imagem abaixo.

xiaomi-vr-play-2

Esses estilos de óculos suportam qualquer modelo de smartphone (iPhone, Samsung, LG, Xiaomi, Motorola, Asus, Sony e outros). O único requisito para o celular é o giroscópio (mas essa não é uma exigência dos óculos, é uma necessidade da tecnologia de Realidade Virtual). Se você já possui um smartphone com giroscópio, o investimento é ZERO. Caso não possua, conseguirá encontrar ótimos modelos de celular com valores a partir de R$1.500,00.

Plataformas e aplicativos

É claro que, se a demanda for muito específica, o desenvolvimento de um aplicativo personalizado ainda é uma boa saída. Mas, quando há plataformas e aplicativos disponíveis no mercado, vale a pena avaliar essas opções.

No mundo mobile é mais fácil encontrar aplicativos para uso com os óculos Gear VR ou os óculos estilo Cardboard. Alguns desses aplicativos já funcionam integrados a plataformas online que permitem a gestão dos conteúdos imersivos.

Plataforma online e aplicativos de mercado podem atender a sua demanda de imersão virtual. Desta forma você não precisa investir em um desenvolvimento customizado.

Você ainda precisará criar o conteúdo imersivo. Entretanto, disponibilizar ele em uma visualização imersiva fica muito mais simples quando utilizado um aplicativo de realidade virtual integrado a uma plataforma online. Você só precisará fazer upload do conteúdo para a plataforma, o restante do processo é realizado pelo aplicativo.

Uma vez que o conteúdo imersivo está disponível no aplicativo, você conseguirá proporcionar a experiência de imersão através dos óculos, seja o Gear VR ou outro modelo Cardboard. Algumas plataformas e aplicativos podem ser contratados através de planos mensais. Os valores partem de R$49,90 / mês. Muito mais acessível, não acha?

Eu encerro aqui a primeira parte desse assunto. Espero que esse conteúdo seja de grande utilidade quando você for implantar uma solução de Realidade Virtual na sua empresa. Na sequência, vou falar de uma plataforma web/mobile que trabalha exatamente da forma como mencionei aqui.

quanto-custa-investir-em-realidade-virtual-vr-parte-2-2-banner-artigo

Até o próximo conteúdo.

Abraços!


Maicon Klug
contato@imersiovr.com

Sócio-fundador da Imersio
Idealizador do projeto MeuPasseioVirtual
Empreendedor
Investidor (Startups e Mercado Imobiliário)
—–

4 comentários sobre “Quanto custa investir em Realidade Virtual (VR)? Parte 1/2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.