Uma das melhores soluções de Realidade Virtual para arquitetura

Como você avalia as soluções de Realidade Virtual para arquitetura? Caminhar pelo ambiente como um jogo é um recurso obrigatório? Alterar os móveis, revestimentos e decoração também? Será que tudo isso é realmente necessário para encantar um cliente? Você acredita que tudo isso é prático e simples de aplicar no dia-a-dia?


Para arquitetos e designers de interiores, tenho uma lista de itens que vão lhe ajudar a selecionar, avaliar e comparar as soluções de Realidade Virtual para arquitetura disponíveis no mercado:

  • Transmite ao cliente a sensação de estar dentro do projeto?
  • Permite que ele possa ver os detalhes de cada ambiente?
  • A imersão permite uma melhor a sensação de espaço e profundidade?
  • O conteúdo utilizado faz com que o cliente entenda realmente o projeto?
  • É uma ferramenta que facilita o processo de revisão e aprovação?
  • Encanta o cliente e dá à ele a certeza que fez a escolha correta?
  • Eu consigo utilizar facilmente no meu dia-a-dia?

Todos os itens acima você consegue atender com 2 (dois) tipos de solução: (i) aquelas complexas e caras ou (ii) aquelas simples e baratas. E ainda faço uma ressalva: por ser mais simples e barata, não quer dizer que seja inferior ou de má qualidade.

Plataforma de Realidade Virtual para Arquitetos, Designers de Interiores e empresas de Móveis Planejados

Muito bom, mas… complexo e caro

As soluções de Realidade Virtual para arquitetura complexas são aquelas inspiradas nos jogos. Na prática, são difíceis de serem implantadas em um escritório de arquitetura ou por um profissional autônomo. Em geral, este tipo de solução precisa ser contratada junto a uma empresa especialista (para cada projeto).

Barreira da usabilidade

Para caminhar pelo ambiente 3D é preciso usar algum tipo de controle (como um joystick). Quando os clientes estão acostumados a jogar, a experiência se torna muito interessante. Entretanto, por mais simples que seja, a grande maioria das pessoas não jogam e não possuem habilidade com o(s) controle(s).

Já desenvolvemos soluções como essa aqui na Imersio e testamos esse modelo com muitas pessoas. Em grande parte, o resultado foi desconforto, tonturas e a sensação de “Ah, ok…“, “Legal…“, “Já posso tirar os óculos?“. Ou seja, quem não está familiarizado com os jogos acaba não tendo uma experiência positiva.

Barreira financeira

Essas soluções de Realidade Virtual para arquitetura utilizam modelos de óculos como o Oculus Rift e o HTC Vive. Para suportar os óculos e os softwares, também é preciso adquirir computadores mais potentes. Neste caso, se prepare para um investimento considerável: alguns milhares de Reais.

Você pode considerar um investimento de, pelo menos, uns R$10mil com equipamentos, softwares e treinamento. Conversando com vários arquitetos e designers de interiores, vejo claramente que essa não é uma realidade para a grande maioria dos profissionais.

Barreira do conteúdo imersivo

Outra barreira é a criação de conteúdo. Você precisará aprender a utilizar Unity 3D ou Unreal, pois essas são as plataformas que “conversam” com esses modelos de óculos. Você ainda poderá criar o modelo 3D no Sketchup, mas, terá que importar ele em uma dessas duas plataformas para conseguir visualizar nos óculos.

Uma possibilidade interessante é buscar um software no mercado para auxiliar nesse processo. Outra alternativa é contratar uma empresa para construir um software, ou disponibilizar os seus projetos em VR conforme a demanda. Em ambas opções, você encontrará novamente a barreira financeira.

Um pouco da minha experiência

Soluções de Realidade Virtual para arquitetura como essas são muito interessantes. Entretanto, não é fácil aplicar elas no mercado. Há várias barreiras que impedem o seu uso. A maioria das empresas e profissionais de arquitetura e design de interiores não possui recursos ou estrutura para viabilizar um modelo desses no dia-a-dia.

plataforma-de-realidade-virtual-arquitetos-designers-de-interiores-moveis-planejados-2-banner-branco-promo-artigo

Ótimo… simples e acessível

Com certeza você já deve ter utilizado o Google Street View (GSV). O GSV nos permite conhecer lugares por todo o mundo. Além das ruas e locais públicos, podemos “entrar” em restaurantes, hotéis, teatros, museus, empresas… e tudo isso, sem sair de casa. Fazemos esse tipo de consulta para então decidir se realmente vale a pena ir pessoalmente a um determinado lugar pessoalmente.

Sem dúvidas, o GSV é uma grande ferramenta e está disponível para locais físicos, reais. Entretanto, ele nos mostra como podemos utilizar a mesma ideia de apresentação para projetos de arquitetura. Este formato de apresentação é uma das melhores soluções de Realidade Virtual para a arquitetura (na minha opinião é a melhor, atualmente).

Metodologia de apresentação

O GSV disponibiliza um grande aglomerado de Tours Virtuais, criados a partir de imagens 360° (fotografias). Essas fotos são linkadas umas às outras, permitindo que possamos “caminhar” pelos locais. As melhores soluções de Realidade Virtual para arquitetura utilizam essa metodologia de apresentação dos projetos.

Em um Tour Virtual 360 é possível se locomover entre os ambientes virtuais através de recurso chamado “teletransporte”. Ou seja, eu “caminho” entre os ambientes, mas sem a necessidade de me deslocamento por entre eles. Em outras palavras, ao invés de eu me deslocar pelos ambientes passo a passo, eu posso sair de um ponto “A” e chegar ao ponto “B”, de forma mais rápida e objetiva.

Exemplo: Se eu estou dentro do ambiente do Living, eu posso ir diretamente para o ambiente da Cozinha, ou da Varanda, ou da Suíte. Eu saio de um local e vou para o outro, mas não preciso andar entre eles.

Clique na imagem abaixo e veja este exemplo de Tour Virtual 360 utilizando o teletransporte como metodologia de navegação entre os ambientes 360.

Imersio: MeuPasseioVirtual - Melhor solução de Realidade Virtual para Arquitetura (Tour Virtual 360)

Vantagem da usabilidade

O teletransporte permite que a interação entre os ambientes seja feita de forma muito mais simples e intuitiva. Não é necessário nenhum controle ou conhecimento em jogos. Nós podemos sair de ambiente e ir para outro com apenas um clique ou um movimento de cabeça (quando utilizados os óculos de realidade virtual).

Esse tipo de experiência em Realidade Virtual é tão confortável para os arquitetos quanto para seus clientes. Além de ser mais fácil de utilizar, elimina os possíveis problemas com tontura, náuseas e enjoo causados por algumas soluções de Realidade Virtual.

Grande parte desses desconfortos ocorrem devido ao movimento: deslocamento por dentro do ambiente virtual. Quando removemos o movimento (ou amenizamos ele), conseguimos eliminar o mal-estar.

Vantagem financeira

As melhores soluções de Realidade Virtual para arquitetura não demandam de alto investimento. Há soluções em nuvem com planos mensais que partem de R$49,90. É o caso da plataforma do MeuPasseioVirtual.

Também é possível reaproveitar o investimento já feito anteriormente em computadores e softwares para a modelagem 3D. Todos esses recursos (já adquiridos) permitem a geração das imagens 360°, renderizadas a partir dos projetos 3D.

Para uso da Realidade Virtual, é possível substituir um super-computador por um smartphone. Há ótimos modelos de óculos que funcionam de forma integrada a celulares. É o caso do Xiaomi VR Play II, que demanda um investimento muito inferior quando comparado ao Oculus Rift, o HTC Vive ou o Gear VR.

Vantagem do conteúdo em 360°

Visualizar um projeto diretamente na modelagem 3D é totalmente diferente de visualizar ele a partir de imagens renderizadas. O render permite ver o projeto com um grau de realismo muito maior. Por isso há algumas vantagens em utilizar imagens renderizadas em 360.

Processo de renderização é conhecido pelos profissionais de arquitetura. De largada, essa já é a primeira vantagem em utilizar renders em 360°. Para renderizar em em 360° são necessários apenas alguns ajustes nas configurações do plugin de renderização (você precisa verificar essas parametrizações no plugin que você utiliza).

Há uma maior qualidade e nitidez nas imagens renderizadas. Quanto mais realista é o render 360°, melhor é a sensação de imersão através da Realidade Virtual. Entretanto, mesmo que a renderização não seja tão realística, ainda assim apresenta qualidade e nitidez superiores a visualização do projeto diretamente pela modelagem 3D.

É muito fácil utilizar e manter imagens 360°. Elas apresentam maior portabilidade, sendo compatíveis com várias soluções desktop, web e mobile. Elas também possuem a vantagem de serem facilmente compartilhadas em sites, blogs e redes sociais.

Vantagem da portabilidade

Quando falamos de soluções de Realidade Virtual para arquitetura, a portabilidade é uma característica que merece destaque. Uma plataforma como o MeuPasseioVirtual oferece inúmeras possibilidades de apresentação e divulgação dos projetos:

  • Envio do link do Tour Virtual para o cliente via Whatsapp ou e-mail
  • Incorporação do Tour Virtual no site (veja o exemplo da Arquiteta Larissa Reis)
  • Compartilhamento do Tour Virtual em redes sociais (Facebook, Twitter e Google+)
  • Apresentação do Tour Virtual na tela do computador, tablet ou celular
  • Apresentação do Tour Virtual em Realidade Virtual utilizando um celular

As soluções de Realidade Virtual para arquitetura que utilizam os modelos 3D limitam a visualização apenas pela Realidade Virtual. Elas não permitem o uso do conteúdo de forma tão diversificada.

Experimente uma solução em VR

O MeuPasseioVirtual é uma plataforma online que permite a criação de experiências em Realidade Virtual. Ele foi criado para atender arquitetos e designers de interiores. Ele abstrai toda a complexidade técnica que envolve a Realidade Virtual. Tudo o que você precisa para criar uma experiência imersiva, pode ser feito de forma simples e intuitiva.

Este é um tutorial que está disponível apenas para usuários do MeuPasseioVirtual. Entretanto, estou disponibilizando os vídeos aqui para que você possa conferir como é simples e prático criar um Tour Virtual 360°. Uma vez criado o Tour Virtual, você também pode acessar ele pelo aplicativo mobile (disponível em Android e iOS) e apresentar através de um óculos de realidade virtual.

Dentre as soluções de Realidade Virtual para arquitetura, o MeuPasseioVirtual tem uma proposta bem definida. Ele entrega o que há de melhor em Realidade Virtual através de uma solução simples, intuitiva e que não demanda de nenhum conhecimento técnico para utilizar e construir os Tours Virtuais.

Arquitetos e designers de interiores só precisam trabalhar em cima das renderizações em 360°. Todo o restante que envolve a parte técnica da Realidade Virtual é disponibilizada pela plataforma. O MeuPasseioVirtual é totalmente pensando na usabilidade para pessoas leigas.

Transforme seu smartphone em uma ferramenta de Realidade Virtual (VR)

Espero que tenha gostado deste conteúdo. Fique a vontade em utilizar e testar o MeuPasseioVirtual, o cadastro é gratuito!

Até o próximo artigo!

Abraços!


Maicon Klug
contato@imersiovr.com

Sócio-fundador da Imersio
Idealizador do projeto MeuPasseioVirtual
Empreendedor
Investidor (Startups e Mercado Imobiliário)
—–

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.